Na Caverna da Consultoria: Eduardo Luppe

29 de dezembro, 2015 | por maironmachado
Entrevistas
28

12399272_1148972741797954_635472091_n

Por Mairon Machado

Encerrando a primeira parte das entrevistas com os consultores, dedicada aos fundadores do site Consultoria do Rock, trazemos hoje o quarto pilar do quarteto fantástico que criou esse espaço de compartilhamento da nossa paixão pela música, Eduardo “Mais do Mesmo” Luppe, um camarada apaixonado por Heavy Metal e Hard oitentista, além de um também seguidor da Donzela de Ferro. Em quinze dias, passaremos às entrevistas da segunda geração de consultores, e aproveitamos o espaço para desejar à todos um Feliz 2016, com muita paz, alegrias, sem problemas com o servidor e bastante dinheiro para shows e discos.


1. Consultoria do Rock: Mestre Luppe, segundo Daniel o “Mais do Mesmo”. Conte-nos um pouco sobre a sua pessoa.

Eduardo Luppe (EL): Grande Mairon! Desde já, gostaria de agradecê-lo pelo convite e pela consideração e amizade, por mais que ela tenha sido somente através da estratosfera tecnológica. Fico muito honrado em poder participar novamente desta grande ideia que se tornou realidade. Acredito que tenho ajudado inicialmente na construção desta ideia e fico feliz que ela vem tomando grandes proporções.

Bom, falando um pouco de mim, sou formado em Economia, Pós Graduado em Contabilidade e Gestão Empresarial e como não seria diferente, sempre trabalhei na área de finanças. Nasci em Campinas-SP e sempre morei em Valinhos-SP. Sou casado e tenho duas filhas.

12434544_1148972718464623_296817127_n

565017_404712109557358_1081710822_n

Com a esposa (acima), com Daniel, Bueno, esposa e amigos na Galeria do Rock (abaixo)

 

2. De onde vem esse apelido?

EL: Esse apelido vem de inúmeras discussões com o meu grande amigo Daniel “não ouvi e não gostei” Sicchierolli. Ainda mantemos um contato quase que diário, assim como fazíamos no falecido Orkut e MSN. Nestas conversas inusitadas, engraçadas e às vezes explosivas, surgem os nossos jargões, como por exemplo: “Não ouvi e não gostei”, “Mais do mesmo”, “Item de prateleira”, “vou sair do grupo” e dentre outros mais… Outro dia mesmo, estávamos conversando o quão abrangente é o significado do “mais do mesmo” em relação aos álbuns lançados. Quase filosófico… rsrs

3. Quais são suas principais lembranças de quando começou a ouvir música?

EL: Eu sempre gostei de música, desde muito pequeno. A minha primeira lembrança é de quando ouvi pela primeira vez a música “I Love It Loud” do Kiss no programa dominical “Fantástico” em 1983 fazendo referência a chegada da banda aqui no Brasil, nesta época eu tinha somente 6 anos de idade e aqueles mascarados cuspindo sangue e batendo a cabeça era algo assustador e ao mesmo tempo curioso para uma criança. Lembro-me também de ter acompanhado junto com as minhas irmãs, o programa Som Pop que passava clips das mais diversas bandas de Rock e POP da atualidade. Embora eu tinha lá os meus 8 anos de idade, o Rock in Rio me pareceu bem interessante na época… O despertar veio em 1990 ao som de “Hells Bells” do AC/DC e na sequência “Tailgunner” do Iron Maiden, depois disso, fui contaminado.

12431524_1148972638464631_988254798_n

12434225_1148972581797970_1544215080_n

Kip Winger (acima) e Zak Stevens, membro do Savatage e Circle II Circle  (abaixo)

 

4. Você gostou de rock desde o início ou foi em um determinado período de sua vida?

EL: Sempre, sempre e sempre. Rsrsrs

Nunca desperdicei tempo em ouvir com atenção qualquer coisa que não estivesse dentro do contexto do “rock”. Sou bem eclético, ouço Rock n’ Roll, Hard Rock, Punk Rock, Thrash Metal, Heavy Metal, Rock Progressivo e dentre outras vertentes, claro, tudo dentro do rock… rsrs

5. Com quantos anos você comprou seu primeiro disco, e qual foi? Você ainda tem ele?

EL: Considero como sendo o meu primeiro disco, o marco zero de toda a minha coleção, o Fly on the Wall do AC/DC em conjunto com o No Prayer for the Dying do Iron Maiden, que os comprei no final de 1990, aos 13 anos de idade. Lembro-me de ter adquiridos na finada loja Museu do Disco no Shopping Iguatemi em Campinas-SP. A partir daí, o vício foi instaurado e alimentado por aquela loja que mais parecia um santuário para colecionadores e headbangers do que uma simples loja de discos. Felizmente ainda tenho estes dois álbuns comigo.
12431738_1148961058465789_1758048795_n

1060196_1148972601797968_1131361063_n

Com a trupê do Amorphis

6. Não lembro se você escrevia para a Collector’s, mas de qualquer forma, quais as suas lembranças sobre o início da Consultoria do Rock? 

EL: Não Mairon, nunca escrevi nada para a Collectors, mas tinha como papel criticar e encher o saco da galera nos comentários do Blog e também no finado grupo do Orkut. Discussões homéricas! Rsrs

As minhas lembranças são as melhores possíveis, pois produzíamos muitas discussões através do MSN, sempre cercado de muita piada, prazer e discussões sadias e emblemáticas. Bons tempos aqueles!

7. Qual a matéria que você mais gostou de ter feito para o site?

EL: Gostei muito de fazer a discografia comentada do W.A.S.P. e gostei também de ter participado da finada e divertida coluna War Room. Lembro-me de quando você escolheu um álbum horrível para resenharmos! Rsrsrs UFO 2! Para mim foi uma tortura ouví-lo e comenta-lo, mas foi muito divertido. rsrs

1008310_638170889544811_190853969_o1008276_638170959544804_129181882_o468615_638170712878162_472079742_o12431399_1149155635112998_949228933_n12421605_1149160731779155_1392669972_n

8. Faço suas as minhas palavras para aquela bomba do Queensrÿche que você nos apresentou, ahuahuahuahuahau. Voltando ao principal, como foi feita a parceria com a Shinigami Records? Você ainda tem contato com o pessoal da gravadora?

EL: A princípio comecei a procurar fornecedores potenciais em revistas e sites de rock, consegui o telefone e fiz um primeiro contato com o dono da Shinigami Records. Mostrei a ele alguns trabalhos da Consultoria do Rock e sua proposta. Imediatamente o cara viu que as pessoas que contribuíam eram pessoas com um conhecimento aprofundado no meio e que poderiam gerar uma relação de ganha-ganha.

Após a minha saída da Consultoria não obtive mais contato com o dono ou qualquer outra pessoa de lá.

9. Aproveito o momento para lembrar daquela matéria sobre o Head Cat que você fez. Aquele CD foi a Hellion quem nos deu, e um raro registro do Lemmy, que faleceu ontem. Mas seguindo, o  que você caracteriza como principal característica do Consultoria do Rock, que o torna um diferencial nos demais sites de música?

EL: O principal diferencial são as pessoas que compõe o núcleo de trabalho da Consultoria do Rock, pois são pessoas que fazem por amor a música sem visar a obtenção de lucro.
12431676_1148960971799131_371162432_n 12404531_1148961971799031_735226533_n

10. Sobre a polêmica do nome Consultoria do Rock, qual é a sua visão? 

EL: Hahaha… isso é muito polêmico, mas o início de tudo veio com uma sugestão minha, Assessoria do Rock, em seguida o Daniel veio com Consultoria e logo todo mundo concordou com o nome. Pode acreditar, essa é a verdade. rsrs

11. Por que você acabou saindo do blog?

EL: Tomei a decisão de sair por conta de vários fatores, um deles era o fato de não ter tempo para me dedicar ao trabalho, às vezes me sentia muito improdutivo aos demais membros do time. Com duas crianças pequenas e trabalhando na área de finanças fica praticamente inviável qualquer tipo de dedicação a um hobbie. No mais, senti também certa troca de algo prazeroso para algo obrigatório e tudo que você acaba fazendo por obrigação, deixa de ser orgânico e vira mecânico. Depois começaram as divergências de opiniões e muitas reclamações pelos bastidores, ou seja, para mim perdeu o sentido!
1655769_854725031222728_3493571768331710490_o 12431314_1148961071799121_659689316_n 12434302_1148960941799134_1244516537_n

12. O fato de o site ter surgido a partir de colecionadores obrigatoriamente nos faz falarmos agora sobre sua coleção. A quantas anda ela? (Quantos discos / cds / dvds no geral)

EL: Atualmente venho comprando somente “o essencial”… Venho apenas comprando os lançamentos que vem surgindo ao longo dos anos e este ano foi bastante prolífero em termos de rock.

Tenho aproximadamente uns 4.000 itens entre cds, dvds, discos, boxs, livros e bonecos dedicados ao rock. Gosto bastante das edições especiais, aquelas que sempre fornecem aos fãs “o algo a mais”, ou seja, bônus, embalagem, fotos, autógrafos, camisetas, dvds e etc. O preço não é nada convidativo mas as vezes prefiro gastar em algo diferenciado do que no “mais do mesmo”. rsrs

13. Todos sabemos da sua paixão por Iron Maiden. Quantos shows da banda você já foi? Qual o mais marcante? É a banda que você tem mais itens na sua coleção? Quantos itens (entre DVDs, LPs, CDs e memorabilia)

EL: Mairon, tirando os dois Rock in Rio’s, fui a todos os shows realizados aqui em São Paulo. Os que considero como os mais marcantes foram os shows de 92 (turnê do Fear of the Dark) meu primeiro grande show, e o de 2008 (Somewhere Back in Time) com a minha esposa grávida de 6 meses.

A banda que tenho mais itens em minha coleção é o Iron Maiden, tenho aproximadamente 388 contando com os itens de carreira solo de integrantes e ex-integrantes.

474507_618306104864623_202938007_o892562_613176188710948_1551921077_o

12404456_1148972771797951_53703883_n

14. Que outras bandas / artistas tem destaque na sua coleção?

EL: Além dos trabalhos solos de ex-integrantes e integrantes do Maiden, como Bruce Dickinson, Paul Di Anno, Blaze Bayley, Adrian Smith e dentre outros, também coleciono itens das bandas, Savatage, Megadeth, W.A.S.P., Queensryche, Judas Priest, Gamma Ray, Helloween, Def Leppard, Alice Cooper, Testament, AC/DC e mais alguns outros. Digamos que minha coleção é dedicada ao Heavy Metal e Hard Rock.

15. O que todo mundo gosta e você não consegue gostar? O que só você gosta?

EL: Já tentei ouvir, mas não desce de jeito nenhum, U2, banda muito chata. Joe Lynn Turner, Impellitteri, Geoff Tate acredito que só eu venho comprando e acompanhando os trabalhos! rsrs

12434265_1148972565131305_1674409460_n

1414830_1148972551797973_1241137522_n

12388273_1148972791797949_46691962_n

Com Paul DiAnno (acima)

16. Há algum bizarro ou diferente na sua coleção, que quando algum amigo vai visitar pergunta “O que isso faz aqui”?

EL: Depende do grau de radicalismo desse amigo… Tenho alguns que fogem ao padrão Heavy Metal e Hard Rock, como por exemplo: Beatles, Nirvana, Evanescence, Paul Simon e Garfunkel, Frank Sinatra e Engenheiros do Hawaii.

17. Hahuahuauahua, se fosse o Daniel já iria dizer que Frank Sinatara e Engenheiros do Hawaii não é rock, ahuahuahau

EL: É verdade, kkkkkkkkkkkk

18. Já fez alguma loucura por algum disco de sua coleção? Ou para assistir algum artista em especial?

EL: Não, acredito que não. Já gastei horrores com muitos itens, mas sempre de forma muito consciente.
702735_1148972825131279_12450327_n 964262_633838716644695_558985859_o 1040885_644296345598932_1231242806_o

19. Qual o artista que você já assistiu ao vivo mais vezes? Quantas foram?

EL: Acredito que na soma seja o Bruce Dickinson, todas às vezes com o Maiden em São Paulo e mais 4 vezes em carreira solo, incluindo o show realizado em Vinhedo-SP.

20. Qual o item mais raro de sua coleção?

EL: Essa pergunta é muito difícil, pois minha coleção é bem balanceada com itens raros, mas nada extraordinariamente impossível de adquirir… Acredito que os vinis pictures como o Brave New WorldRock in Rio e Dance of Death ou mesmo o Box The Best of The Beast em LP são bem difíceis de achar e quando acha, o valor é bem alto. Tenho também um disco duplo do Bruce Dickinson – Alive In Studio A que pode ser considerado como raro, pois foram feitas somente 2.000 cópias ao redor do mundo.
12421392_1148972885131273_643927369_n 12399443_1148972895131272_305886199_n

21. Cite cinco itens que, se você tivesse que vender sua coleção, não venderia de jeito nenhum.

EL: Acredite, se houvesse a necessidade venderia qualquer um, mas para cumprir tabela, vamos lá:

– Box Eddies Archive – Iron Maiden

– Coleção Digipack Japonesa – Iron Maiden

– Box First Ten Years Japonês (CD) – Iron Maiden

– Box Ultimate Collection – Gamma Ray

– Os bonecos – The Number of The Beast e Somewhere in Time de 18”

22. Onde você adquire itens para sua coleção atualmente?

EL: Ebay, Amazon, em sites oficiais das bandas quando elas disponibilizam os itens, Mercado Livre, Sebos, Livraria Cultura e na Galeria do Rock, além da Attitude Headbanger do Cleitão.

 466722_613176195377614_1555598174_o476014_610229299005637_1331396394_o921675_610229159005651_705935439_o

23. Quais os dez melhores discos da década de 60?

EL: Led Zeppelin – Led Zeppelin I

– Led Zeppelin – Led Zeppelin II

Vou usar este crédito de oito álbuns em outra ocasião… rsrs

24. Quais os dez melhores discos da  década de 70?

EL: Essa década é complicada… usando o crédito!

– Rainbow – Rising

– Rainbow – Long Live Rock ‘n’ Roll

– Deep Purple – Burn

– Led Zeppelin – Physical Graffiti

– Jethro Tull – Aqualung

– AC/DC – Highway to Hell

– Judas Priest – Sin After Sin

– Queen – News of the World

– Black Sabbath – Black Sabbath

– Black Sabbath – Sabbath Bloody Sabbath

– Thin Lizzy – Jailbreak

– Thin Lizzy – Johnny the Fox

– Alice Cooper – Billion Dollar Babies

– Alice Cooper – Love It to Death

– Kiss – Destroyer

– Kiss – Love Gun

– Van Halen – Van Halen

901546_610229315672302_1689680002_o964676_630813823613851_1995809333_o1931948_1148962685132293_843781900_n12399260_1148972871797941_1942697983_n

25. Quais os dez melhores discos da década de 80?

EL: Essa também é complicada… missão impossível!

– Iron Maiden – Todos dos anos 80′

– Def Leppard – Pyromania e Hysteria

– Viper – Theatre of Fate

– W.A.S.P. –  Todos dos anos 80′

– Queensryche – Operation Mindcrime

– Queensryche – Empire

– Helloween – Keeper of the Seven Keys Part 1 e 2

– Metallica – Todos dos anos 80′

– Testament – Todos dos anos 80

– Anthrax – Todos dos anos 80

– Megadeth – Peace Sells… but Who’s Buying?

– Dio – Holy Diver

– Savatage – Todos dos anos 80

– Black Sabbath – Heaven and Hell e Mob Rules

– Judas Priest – Screaming for Vengeance e Defenders of the Faith

Bom, vou parar por aqui, pois já estou sendo injusto e não quero mais pensar nisso… rsrsrs

26. Quais os dez melhores discos da década de 90?

EL: – Painkiller – Judas Priest

– No Prayer for The Dying – Iron Maiden

– Fear of the Dark – Iron Maiden

– The X Factor – Iron Maiden

– Bruce Dickinson – Todos dos anos 90′

– W.A.S.P. – The Crimson Idol

– W.A.S.P. – Helldorado

– Gamma Ray – Land of the Free

– Megadeth – Rust in Peace

– Megadeth – Countdown to Extinction

– Savatage – todos dos anos 90

Vamos parar por aqui também… rsrs

1059370_1148962775132284_2028955919_n1414694_1148962705132291_302020184_n12399235_1148962728465622_1086296161_n

27. Quais os dez melhores discos dos anos 2000?

– Iron Maiden – Todos

– Bruce Dickinson – Tyranny of Souls

– Anthrax – We’ve Come for You All

– Anthrax – Worship Music

– Accept – Blood of the Nations

– Accept – Stalingrad

– Testament – Dark Roots of Earth

– Queensryche – Condition Human

– Saxon – Sacrifice

– Helloween – My God-Given Right

28. Como sua esposa e filhos vê a sua relação com os discos?

EL: A melhor possível. Como a minha esposa tem praticamente o mesmo gosto musical que o meu, então fica muito mais fácil administrar. Ela muitas vezes incentiva e vibra por uma nova aquisição, vamos aos shows juntos e temos algumas discussões saudáveis em torno da música. Já as minhas filhas também gostam e vamos dizer, estão no caminho certo! rsrs
1974424_1148972961797932_1803047888_n 12399251_1148972938464601_1343189213_n

29. Cite dez discos que você levaria para uma ilha deserta.

EL: Vixe, muito difícil, mas vamos lá…

 The Number of the Beast – Iron Maiden

 Seventh Son of a Seventh Son – Iron Maiden

 Powerslave – Iron Maiden

 Killers – Iron Maiden

 Accident of Birth – Bruce Dickinson

 Balls to Picasso – Bruce Dickinson

 Gutter Ballet – Savatage

 Handfull of Rain – Savatage

 Operation Mindcrime – Queensryche

 The Crimson Idol – WASP

30. Cite dez itens que deveria ter nessa ilha deserta para completar o prazer de estar com esses dez discos.

EL: – Somewhere in Time – Iron Maiden

– Rust in Peace – Megadeth

– Hysteria – Def Leppard

– The Keepper of Seven Keys II – Helloween

– Empire – Queensryche

– Pyromania – Def Leppard

– Land of the Free – Gamma Ray

– Rising – Rainbow

– Viper – Theatre of Fate

 Into the Glory Ride – Manowar

12421349_1148972801797948_1015101106_n 965574_638855292809704_1456662588_o 1015557_638855309476369_1983887852_o

31. AHUAHUAHUAHUHA. Você ainda acompanha o site da Consultoria do Rock?

EL: Confesso que muito pouco, mas garanto que a coluna discografias comentadas servem de muitas consultas quando estou à procura de algum disco de algum artista que não conheço muito bem, ou seja, o nome do site (Consultoria) exemplifica bem o objetivo dele.

32. Você tem vontade de voltar a escrever, abrindo seu próprio blog ou colaborando novamente com a Consultoria?

EL: Talvez Mairon, não agora, mas em um futuro próximo, talvez.

Já estou pensando em uma concorrência… Assessoria do Rock! rsrs

1025311_640309109330989_2004111480_o1015917_640309102664323_406434491_o979820_633838699978030_697739963_o

12431588_1148972501797978_1205484881_n

33. Ficou alguma pendência ou algo mal esclarecido com alguém do site?

EL: Sim, ficou sim! Layd Gaga não é Rock! rsrsrs

34. E sobre sua coleção, há um fim para a mesma?

EL: Para não dar uma resposta “mais do mesmo”, sim, tem fim sim! Sempre digo a minha esposa, se eu perceber que as minhas filhas não darão continuidade ao meu legado, quando chegar próximo aos 60 anos, vendo tudo e vou viajar com a grana!

12404565_1148972811797947_377717730_n

Filhota, já doutrinada no mundo dos discos

12404192_1148972521797976_1983582708_n12431404_1148972661797962_588731186_n (1)12404144_1148972628464632_58940686_n905611_604792966215937_917614130_o

35. Alguma coisa mais que gostaria de passar para nossos leitores?

EL: Gostaria de passar o meu endereço para aqueles que queiram se desfazer de suas coleções através de “doações”, somente doações. rsrs

36. Muito obrigado meu caro, e saiba que a casa é sua

EL: Muito obrigado Mairon e um grande abraço a todos que fazem parte da Consultoria do Rock e também aqueles que colaboram e ajudam o site a atingir seus resultados. Agradeço por darem continuidade a uma grande ideia surgida por grandes amigos!



28 Comentarios

  1. Alisson Caetano disse:

    Legal a entrevista. Mas aqui vendo as coleções e os gostos do pessoal que criou a CR, me surpreende não terem feito um site dedicado exclusivamente ao Iron Maiden.

    • Os sites dedicados ao Iron Maiden já existiam Alisson….hahaha
      Mas uma coisa é certa, essa abrangência que o site tomou deve-se muito aos novos colaboradores e por mais que os membros que começaram pareçam ser cabeças duras em relação ao radicalismo sobre o metal, eles foram bastante trasnquilos quando os novos foram chegando e propondo novos limites. Eu mesmo acharia muito chato ficar falando só de metal, por mais que o estilo seja o meu preferido.

      • maironmachado disse:

        Quem fez essa saída do Iron foi o Rafael. Ele que trouxe coisas novas para o site. Depois eu, o Micael, o Marco, o Ronaldo, o Bruno, o Adriano e o Leonardo (já dei a dica das próximas entrevistas). Daí vieram os demais. Alguém tem o contato do CP?

  2. Daniel disse:

    Entrevista mais do mesmo. Lady caga não é rock… E o lira não foi um dos fundadores…

  3. A coleção do Eduardo é fantástica. Mesmo eu não tendo interesse tão grande quando ele em relação à algumas bandas que ele é fanático com o Queensryche é invejável a sua disposição de adquirir tudo o que ele tem. Certeza que o Luppe tem um contrato exclusivo com os Correios!!! Ele sempre recebe TUDO antes de TODOS!!!! Fora que o cartão de crédito deve ser INFINITY!!!!!!

  4. Paulo Muro disse:

    “SOMENTE O ESSENCIAL”

  5. maironmachado disse:

    A coleção do W. A. S. P. é muito massa. Um diferencial nesse vasto material do Luppe.

  6. Ronaldo disse:

    Maneira a entrevista desse meu conterrâneo. Ri muito com essas “mais do mesmo” ao longo dos anos…hahahaha

  7. sergio luiz disse:

    depois de ver um acervo desses, recolho-me em minha insignificancia . e o diferencial realmente é o wasp, coisa fina .

  8. Dimas disse:

    Deu pra ver que o Maiden impera entre os fundadores. Vamos ver a segunda geração. Muito bom. Cada coleção da porra.

  9. VIDAL NETO disse:

    BELA COLEÇÃO, PARABÉNS PELO MATERIAL DO IRON E WASP…COLECIONO VINIL E FIQUEI FELIZ COM SEU MATERIAL. PARABÉNS E VOLTE COM A ASSESSORIA DO ROCK RSRSRSRSRSRS

  10. Igor Maxwel disse:

    Gostei da citação que o Edu fez do Judas Priest na sua lista de “melhores discos”, em especial aos discos Screaming for Vengeance (1982) e Defenders of the Faith (1984), pertencentes á chamada “trilogia oitentista dos Metal Gods”. Mas espera aí: ele não citou o primeiro disco dessa trilogia: British Steel (1980), mas tudo bem, eu o desculpo por isso.

    Outra coisa: Bruce Dickinson e a turma do Iron Maiden que me desculpem, mas a banda de Rob Halford é pra mim a banda número 1 do heavy metal, e a única que pode concorrer com o Judas Priest é a maior banda da Alemanha: estou me referindo ao Accept (o baixinho Udo é foda também).

  11. Erick Cordeiro disse:

    Ótima entrevista!E que coleção!!Não sou fã do Maiden,mas se fosse,eu iria pirar total com as coleções de alguns entrevistados.Dizem que os Beatlemaníacos são os mais fiéis,mas eu duvido serem mais fiéis do que os Maideníacos.

  12. Marco Gaspari disse:

    Fiquei impressionado mesmo foi com aquele item numerado do Iron Maiden que só lançaram 4 cópias: uma do Bueno, outra do Daniel, uma do Lira e finalmente a do Eduardo. E essa coleção do W.A.S.P.: se bobear só o Eduardo comprou os CDs da banda. E os repetidos ele vendeu pro Daniel. Sustentou os caras estes anos todos.

  13. Eduardo Luppe disse:

    Muito obrigado pelos elogios e exageros!!! Kkkkkk
    Fico muito feliz em poder dividir com vocês este momento de diversão e alegria!!!
    Taí um comentário “mais do mesmo”… Kkkkkkkk

  14. Diogo Bizotto disse:

    Mairon não perdeu tempo e fez questão de fazer um comentário GRACIOSO em relação ao Queensrÿche e sua MARAVILHOSA obra “Promised Land”. Pessoal que tá citando os itens do WASP que me desculpe, adoro a banda, mas eu trocaria pela coleção do Queensrÿche.

    • maironmachado disse:

      Uma das piores coisas que ouvi em um War Room. Eu trocaria todos os discos que aparecem ai só pela coleção do WASP

  15. Marckus disse:

    Quando eu vejo a coleção de vocês me da um desanimo, muito grande.

    Cara, também sou fã do Megadeth ( na verdade é minha banda preferida), mas Super Collider é de doer, larga isso kkkk.

    No mais, ótima entrevista, pra variar um pouco. Feliz ano novo para os consultores e consultados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *