Sebastian Bach – Angel Down [2007]

4 de maio, 2017 | por André Kaminski
Resenha de Álbum
6

Por André Kaminski

Todos que conhecem o hard rock oitentista a fundo sabem bem quem é Sebastian Bach. Não o compositor sinfônico do século XVIII, mas o ex-vocalista loiro do Skid Row. Nascido nas Bahamas e criado no Canadá, Sebastian Phillip Bierk é amado e odiado por muitos que de certa forma, não conseguiram escapar das baladas pegajosas do Skid Row do final dos anos 80 e início dos anos 90.

Após cair fora do Skid Row depois de alguns anos se encrencado com o guitarrista Dave “Snake” Sabo e principalmente com o baixista Rachel Bolan, ao qual dizem as línguas, Bach “se recusava a cantar punk rock” das canções feitas pelo homem das quatro cordas, este se dedicou a sua carreira solo e a participações em produções da Broadway. Primeiro lançou Bring ‘Em Bach Alive [1999] com 4 canções inéditas e muitos canções do velho Row cantadas por ele ao vivo e depois Bach 2 Basics [2001] cantando vários covers de bandas que aprecia. O primeiro álbum verdadeiramente de estúdio seria apenas este Angel Down, lançado em 2007.

Uma coisa que nota-se logo nas primeiras faixas do disco é que estamos ouvindo um álbum de heavy metal tradicional com influências do hard rock, mantendo-se a uma boa distância de tudo relacionado ao Skid Row. Por sinal, Bach já expressou que se há alguma faixa mais pesada em qualquer disco de sua ex-banda, é por influência dele. Outro detalhe é sua conhecida amizade com o famoso Axl Rose, do Guns. Bach talvez seja um dos poucos músicos que podem se considerar amigos do complicado cantor ruivo. E claro, Axl aparece neste disco em várias faixas.

O disco é muito bom, um heavy metal tradicional de grande peso e Bach contando com uma voz carregada em gritos, drives e melodias, as vezes os três estilos vocais na mesma faixa. As guitarras de Mike Chlasciak e Johnny Chromatic fazem uma parede sonora de respeito, o baixo de Steve DiGiorgio cozinha perfeitamente com a bateria de Bobby Jarzombek. Roy Z produziu o disco e contribuiu nas composições.

Sebastian Bach

O início com “Angel Down” e “You Don’t Understand” animam bastante, e o cover do Aerosmith “Back in the Saddle” com a primeira participação de Axl ficou pesado e excelente. Gosto até mais dessa versão que a original.

Destaco ainda “(Love Is) a Bitchslap” com um jeitão mais heavy/hard moderno e mais um dueto com Axl, “Stuck Inside” a terceira e última faixa cantada e composta por Axl junto ao guitarrista Chromatic, uma pancadaria de guitarras e uma agressividade estonteante, talvez a faixa mais pesada que Axl Rose tenha composto nessa vida. Até a letra falando de um sujeito desesperado pelo fato de sua namorada/esposa tenha rompido por considerá-lo “travado por dentro” conforme diz o título da música em uma tradução tosca minha combinou bem com o instrumental. Outra que vale a pena é “Negative Light”. Aqui um heavy metal daqueles e uma letra curiosa: cita 20 anos em que ele toma uma posição e que nós vivemos em negatividade, e se não poderíamos ir para a luz. COINCIDENTEMENTE, Bach entrou no Skid Row em 1987 e este disco foi lançado em 2007. Bem curioso isso.

Quanto a faixa mais fraca, cito “Live & Die” que embora o peso das guitarras esteja lá, o refrão de pegada pop não engana e prejudicou um bocado a minha apreciação pela canção. As outras músicas da parte final do cd mantém um bom nível, seguindo a linha heavy/hard além de uma boa balada tal como “By Your Side”.

Bach ainda cantava muito. Sei que nesses 10 anos, sua voz já não é a mesma nas apresentações ao vivo. A idade aperta e ele já não é mais um garotão. Mas a voz do cara estava muito bem afinada neste álbum, creio ser o último registro dele com os vocais aguentando bem. E independente disso, é um disco que recomendo muito pela alta qualidade das composições.

Tracklist

  1. Angel Down
  2. You Don’t Understand
  3. Back in the Saddle (Aerosmith cover)
  4. (Love Is) a Bitchslap
  5. Stuck Inside
  6. American Metalhead
  7. Negative Light
  8. Live & Die
  9. By Your Side
  10. Our Love is a Lie
  11. Take You Down With Me
  12. Stabbin’ Daggers
  13. You Bring me Down
  14. Falling Into You

Sebastian Bach e Axl Rose nas gravações de Angel Down [2007]



6 Comentarios

  1. Tiago Bittencourt França disse:

    Ótima resenha para um ótimo disco. Na minha opinião o último grande disco do Sebastian Bach. Já passou da hora de voltar para o Skid Row.

    • André Kaminski disse:

      Ouvi algumas faixas dos discos posteriores, infelizmente estão bem abaixo do que se ouve neste disco. Da carreira solo dele, sem dúvidas este é o melhor.

      • Tiago Bittencourt França disse:

        Os outros tem uma ou outra música boa mas este sim é todo acima da média. O triste é ver daqui uns anos o Skid retornando com a formação clássica com os caras mais velhos e com desempenho muito abaixo do esperado já que o tipo de som deles, principalmente o vocal do Bach, exige um vigor de um cara no auge da forma. Tirando pelos trabalhos fracos de ambas as partes nos últimos anos, este retorno já deveria ter acontecido faz tempo.

        • André Kaminski disse:

          O duro é conseguir fazer com que Bach e Bolan fiquem lado a lado sem trocação de farpas.

          Se bem que Axl e Slash e Kiske e Weikath conseguiram… quem sabe um dia role.

  2. Ulisses Macedo disse:

    “[…] o baixo de Steve DiGiorgio cozinha perfeitamente com a bateria de Bobby Jarzombek. Roy Z produziu o disco e contribuiu nas composições.”

    Caralho, vou ter que ouvir só por causa desse timão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *