Sangue Novo: Battalion

21 de fevereiro, 2017 | por Fernando Bueno
Sangue Novo
0

Por Fernando Bueno

O heavy metal do underground brasileiro tem se tornado mais evidente nesses últimos anos. Acredito que alguns selos especializados apoiando as bandas tem ajudado demais o crescimento dessa cena. Particularmente sou avesso à todo aquele discurso de apoio ao metal nacional e apoio às bandas brasileiras simplesmente por elas serem de nosso país. Acho que o princípio básico para uma banda receber apoio é a qualidade do material. E esse surgimento dessas novas bandas com bons lançamentos mostra que isso é real.

O Batallion não é necessariamente uma banda nova já que seus componentes se envolvem com bandas desde o ano 2000 e chegaram até a tocar juntos antes. O nome Battalion surge ainda em 2005, mas os primeiros registos só apareceram 8 anos depois disso, dando então argumento para tê-los aqui na nossa coluna Sangue Novo, que tem um critério objetivo, mas nunca tão preciso, de só apresentar bandas com até 10 anos de carreira.

Oriundos do Rio Grande do Sul, mudaram-se para Santa Catarina atrás de melhores condições e espaço para viver exclusivamente de música, o que ainda não ocorre hoje em dia (ou pelo menos até a época em que saiu a última matéria que li sobre eles). Formada a partir da parceria entre Marcelo Fagundes e Fabiano Barbosa, a banda já teve períodos que Marcelo, além dos vocais,  tocava guitarra antes de se estabelecer como baixista. Em Empire of Dead, seu disco de estréia, Marcelo dividia os vocais com a guitarra e o baixista era Fabricio Luiz. Em 2015 saiu Tyrant of Evil, um EP com duas faixas novas, “Tyrant of Evil” e “Hell Razor”, além das cinco faixas que tinha sido registrada em uma demo autointitulada em 2007. Marcelo trocou de instrumento e foi para o baixo e Álvaro Junior ficou com o posto de guitarrista. O EP foi lançado como uma prévia de um próximo álbum que até o momento ainda não saiu e impressiona pela qualidade das músicas da demo, tanto no quesito musical, quanto no sonoro. Normalmente a qualidade de gravações demo são bem inferiores àquelas que são feitas para valer, mas nesse caso essa demo foi feita no mesmo estúdio em que gravaram as músicas que entraram no CD oficial e isso explica o bom nível de todo o material.

Aproveitando do bom momento para o heavy metal aqui no Brasil, o Battalion está ao lado de diversas bandas que estão surgindo como Frade Negro, Axecuter, Hazy Hamlet, entrou outras, criando um movimento atual, mas com o pé fincado nos anos dourados do estilo lá nos anos 80. Inclusive há uma sigla ao redor do mundo em que tenta agregar todas essas bandas, NWOTHM (New Wave of Traditional Heavy Metal), indicando que a conhecida NWOBHM também é um grande influência para esses grupos.

Se você procurar pelo nome Battalion em algum site de música ou especializado em heavy metal vai encontrar algumas bandas com o mesmo nome em vários países. Países como Estados Unidos, Dinamarca, Austrália, Bélgica e Polônia, também possuem seus respectivos Battalions nacionais. Os brasileiros chegaram a pensar em acrescentar alguma coisa ao nome, mas parece que desistiram.

Por onde começar?

São poucos os lançamentos então o certo é ir mesmo ao debut, Empire of Dead. Tendo como destaques as faixas Steel Avenger, Blood of Circle, Empire of Dead e Invaders, o álbum é um prato cheio para quem gosta de heavy metal oitentista. Vocais que variam do grave e rasgado, na linha das bandas alemães até os agudos limpos. Músicas direcionadas pelos riffs de guitarra, baixo acrescentando peso e a bateria com andamentos bem rápidos e uso intenso de bumbo duplo. Tudo naquele estilo old school tão festejado por uma grande parcela dos fãs de metal.

Battalion

Gênero: Heavy Metal, Speed Metal 

Origem: Itajaí, Santa Catarina

Atividade: 2005 – Atualmente

Discografia:

Batallion (2007) – Demo

Empire of Dead (2013)

Tyrant of Evil (2015) – EP

Para quem gosta de: Running Wild, Grave Digger e X-Wild



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *